Fandango Ubatubano

O Fandango chegou ao Brasil através dos portugueses, vindo dos açores no séc. XVIII. É um gênero musical e coreográfico, fortemente associado ao modo de vida da população caiçara.

Sua prática sempre esteve vinculada à organização de trabalhos coletivos – mutirões, puxirões ou pixiruns – nos roçados, nas colheitas, nas puxadas de rede ou na construção de benfeitorias, onde o organizador oferecia, como pagamento aos ajudantes voluntários, um fandango, espécie de baile com comida farta.

Realizado em casamentos, aniversários e em eventos religiosos, o Fandango Ubatubano é composto por diversas danças com as mais variadas coreografias. Entre elas estão a xiba, tontinha, ciranda, recortado, cana-verde, marrafa entre outras.

Em algumas danças é comum os dançadores utilizarem tamancos feitos de madeira para manter o ritmo, cantado em versos tirados pelo mestre da dança. Na música que dá o ritmo ao Fandango são usados como instrumentos a viola, machete, rabeca, pandeiro e caixa.

Em Ubatuba o Fandango é muito apreciado, pois trata-se de histórias do povo caiçara expressadas em forma de música.

Vestuário: Calça e camisa
Instrumentos: Viola, machete, rabeca e pandeiro

Menu