Aprovado Plano Municipal de Cultura de Ubatuba

Post 6 de 401
Foto: Felipe Scapino

Canoa Caiçara – Foto: Felipe Scapino

Em um clima de muita agitação e expectativa, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade nesta terça (7) o Plano Municipal de Cultura de Ubatuba – PMC.

O PMC tem por finalidade planejar e implementar as políticas públicas de cultura para o decênio 2017-2026.  Versão final do documento.

Muitos artistas, agentes e produtores culturais estiveram presentes e aplaudiram felizes a aprovação do Plano Municipal de Cultura, que começou a ser elaborado após a 3ª Conferência Municipal de Cultura de Ubatuba em cumprimento as demais etapas de implementação do Sistema Municipal de Cultura.

Os vereadores presentes elogiaram a redação do plano e destacaram sua importância para manter viva a tradição do município e fomentar cada vez mais a cultura local.

Resultado de um intenso processo de escuta e participação social realizado pela Prefeitura de Ubatuba por meio da FundArt em parceria com o Conselho Municipal de Política Cultural, o documento aprovado ontem na Câmara Municipal não sofreu alterações da proposta encaminhada pelo Poder Executivo.

Sobradão do Porto - Foto: Paulo Zumbi

Sobradão do Porto – Foto: Paulo Zumbi

Segundo Délcio Sato, prefeito de Ubatuba, a aprovação do Plano é um grande avanço para a cultura. “Somos a primeira cidade do Litoral Norte a ter o Plano Municipal de Cultura. Demos um primeiro passo com a abertura do teatro e agora com o Plano Municipal”, comemora Sato.

Às vésperas da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba completar 30 anos, o município aprova o primeiro Plano Municipal de Cultura do Litoral Norte do Estado de São Paulo demonstrando mais uma vez o pioneirismo no setor cultural, pontuou o diretor presidente da FundArt Pedro Paulo Teixeira Pinto.

Para Camila Marujo, diretora cultural da FundArt a aprovação do Plano Municipal de Cultura foi uma conquista não só do setor cultural, mas para toda a população que passará a fruir da permanência e continuidade de políticas culturais estruturantes estabelecidas em lei, o que garante a implementação de uma verdadeira política de Estado.

teaser 5 conferencia de cultura“O PMC prevê, por exemplo, a criação de equipamentos e espaços de formação cultural nas diversas regiões do município, contemplando assim uma das principais demandas da população ubatubense observadas nas pré-conferências e conferências de cultura em 2013 e 2015, respectivamente”, elucida Camila Marujo.

O Plano Municipal de Cultura de Ubatuba será o tema principal da 5ª Conferência Municipal de Cultura de Ubatuba que acontece em dezembro. Confira a programação do evento e saiba como participar.

Saiba mais sobre o Sistema Nacional de Cultura. No site oficial do Ministério da Cultura é possível consultar a situação de Estados e municípios que já aderiram ao SNC.

Confira o depoimento de Marcelo Machado - músico, educador e conselheiro municipal de política cultural

“Foi árduo o processo de construção do sistema municipal de cultura. Foram quase sete anos desde as primeiras conferências, estudo do sistema, composição do conselho, fundo e seus regimentos internos. O interesse de poucos resultou no progresso desta fase concluída com excelência.

Ajudou muito quando Ubatuba foi contemplado com um curso de extensão universitária realizado pela Universidade Federal da Bahia em parceria com o MinC para a elaboração de planos municipais em todo o Brasil. Escolhidos pelo conselho para fazer o curso, eu e Camila Marujo tivemos uma grata surpresa dos tutores após a avaliação final: Ubatuba tinha construído um plano municipal de cultura de referência e estaria à frente de outras cidades do país.

Ubatuba como outras cidades ainda anseia por centros educacionais, tecnológicos, de formação acadêmica. O plano vem como uma ferramenta a fim de sanar estas carências a médio e longo prazo, o qual nos faz pensar na igualdade de valorização da nossa cultura.

Para a nova turma do conselho, o plano é uma potente ferramenta em conjunto com o plano municipal de turismo para alavancar Ubatuba no seu verdadeiro nicho, que é o turismo. Será um ponta pé inicial para cultura Ubatubana.

E não dá para finalizar sem agradecer a todos os parceiros da cultura, em especial ao Fernando Moreno que foi o estopim para isso tudo, a brilhante guerreira Camila Marujo que sempre está do lado dos artistas e da cultura, pela sensibilidade dos nobres vereadores em acreditar em nosso ideal é aprovar o plano em sua totalidade e ao prefeito Délcio Sato pela coragem que foi aprovar o plano e entender isso como uma potente ferramenta de gestão.”

 

Menu